O papel de um gerente de inovação é importante, pois tem um enorme impacto na sobrevivência do negócio. Por outro lado, vale ressaltar que o gerente de inovação não é a pessoa que faz o projetos de inovação eles mesmos.

Assim como no departamento de vendas, há uma grande diferença entre um representante de vendas e um gerente de vendas. Mesmo que um determinado representante de vendas seja bom em seu trabalho, isso não significa que ele seja um bom gerente de vendas.

Há uma linha tênue entre o trabalho de vender e o trabalho de gerenciar todo o processo de vendas. O mesmo acontece com a inovação. O trabalho de um gerente de inovação é diferente em comparação com um membro da equipe de inovação.

Vamos nos aprofundar no papel do gerente de inovação.

O que é um gerente de inovação?

Um gerente de inovação é o responsável por gerenciar a inovação na organização. É seu dever cuidar do motor da inovação e mantê-lo funcionando, alimentando-o com ideias e problemas.

O papel de um “gerente de inovação” também pode ser referido por outros títulos, incluindo:

  • Gerente de Desenvolvimento de Negócios
  • Gerente de produto
  • Diretor de inovação
  • Gerente de portfólio de inovação
  • Chefe de inovação

O que faz um bom gerente de inovação?<span class="wtr-time-wrap after-title"><span class="wtr-time-number">11</span> min de leitura</span>

A presença de papéis diferentes geralmente tem algo a ver com o tamanho da organização. Por exemplo, grandes organizações podem ter um diretor de inovação além do gerente de inovação.

Mas para pequenas empresas, apenas ter um gerente de inovação (que algumas pequenas organizações também podem chamar de diretor de inovação) provavelmente seria suficiente.

Quais são as responsabilidades de um gerente de inovação?

O papel final de um gerente de inovação é criar valor de negócios contínuo para a empresa, entregando projetos de inovação bem-sucedidos. Isso deu origem a várias responsabilidades específicas, incluindo o seguinte:

  • Envolver-se com funcionários, clientes e o mercado para oportunidades
  • Gerenciando a cultura de inovação e o conjunto de ferramentas
  • Gerenciar o processo de tomada de decisão através do qual as ideias se transformam em projetos de inovação
  • Construindo o conjunto de habilidades, mentalidade e conjunto de ferramentas necessários para atingir as metas de inovação

Nas pequenas e médias organizações, o gerente de inovação é responsável pelos cinco domínios do motor de inovação para atingir o objetivo pretendido no nível de maturidade da inovação (reativa, ativa, definida, performática).

Em grandes organizações, os gerentes de inovação geralmente lidam com um domínio especificamente e se reportam ao diretor de inovação ou ao conselho de inovação.

Aqui estão os cinco domínios do mecanismo de inovação e o que o gerente de inovação tem a ver com cada um deles:

1. Objetivos e Desempenho

Neste domínio, o gestor de inovação tem que saber como conectar a estratégia de inovação à estratégia de negócios.

Como o gerente de inovação também é aquele que gerencia a processo de tomada de decisão Ao determinar quais ideias se tornam projetos de inovação, é imprescindível que a estratégia de inovação esteja alinhada com a estratégia de negócios da empresa.

O que faz um bom gerente de inovação?<span class="wtr-time-wrap after-title"><span class="wtr-time-number">11</span> min de leitura</span>

Além disso, o gerente de inovação deve garantir que os indicadores-chave definidos devem ajudar a organização aproximar-se de seus objetivos de negócios e inovação. Eles devem ajudar a indicar a eficácia das atividades de inovação.

Em grandes organizações, o gerente de inovação deve relatar o progresso ao diretor de inovação ou ao conselho de inovação e fazer ajustes quando necessário.

2. Pessoas e Cultura

Um dos melhores dicas de gestão que um gerente de inovação deve aplicar é construir uma cultura de inovação. Ter um ambiente propício à inovação ajuda todos na empresa a contribuir mais para o mecanismo de inovação.

O importante aqui é que todos os membros da organização saibam quão importante é a inovação e como isso beneficiará a empresa. Eles devem sentir que todas as suas ideias são abraçadas e aceitas, mesmo quando os que parecem estranhos.

3. Processos

O gerente de inovação deve implementar processos para recuperar, gerenciar e executar com sucesso inovações. É aqui que as ideias inovadoras devem passar do funil para a rota da inovação.

A chave aqui é construir um sistema de inovação sustentável, um motor que continuará funcionando. Chamamos isso de “estrutura de gestão da inovação”. O gerente de inovação desempenha um papel importante neste sistema, pois é seu papel gerenciar o caixa de entrada de inovação.

O que essa caixa de entrada de inovação faz é servir como o filtro onde todas as ideias coletadas são avaliadas para determinar aquelas que irão progredir e se tornar projetos de inovação, que serão então colocados no roteiro de inovação.

4. Ferramentas e TI

O gerente de inovação deve encontre o software e as ferramentas mais adequados que pode ajudar na geração de ideias, gestão de ideias e todo o processo de inovação em geral. Isso é importante, especialmente porque existem centenas dessas ferramentas por aí.

Por exemplo, gestão de ideias e estratégia é um dos processos mais importantes no sistema de inovação. A geração de ideias deve subir de nível para gerar ideias boas ou rentáveis que possam contribuir para o alcance dos objetivos de negócio da empresa.

O que faz um bom gerente de inovação?<span class="wtr-time-wrap after-title"><span class="wtr-time-number">11</span> min de leitura</span>

Aceitar Missão é um exemplo de solução de gestão de ideias que pode gerenciar e estruturar todo o processo de ideação e seleção. Nossa plataforma permitirá que você gerencie e qualifique facilmente todas as suas ideias em um só lugar.

5. Gestão e Organização

Outra responsabilidade importante que o gerente de inovação tem, está relacionada às atividades de inovação, funções, papéis e responsabilidades dentro da organização. Para alcançar o sucesso em inovação, deve haver uma processo claro e uma força de trabalho focada.

Nesse aspecto, o gestor de inovação deve ser capaz de orientar a equipe de inovação. Ele deve supervisionar, treinar e até mesmo apoiar (quando necessário) a equipe de inovação, que inclui olheiros, sprint masters e líderes de projeto.

Além disso, o gerente de inovação também deve gerenciar o planejamento de todas as atividades e projetos de inovação dentro da organização.

O papel de um gerente de inovação é apenas um dos papéis de liderança na inovação. Discutimos isso mais profundamente em nosso e-book de inovação, que você pode baixar gratuitamente em nosso site.

Quais são as características de um bom gerente de inovação?

O escopo dos papéis e responsabilidades de um gerente de inovação é vasto. Abrange muitas áreas do negócio. Por isso é fundamental que o gerente de inovação tenha as características certas.

Vamos falar sobre algumas das características importantes de um bom gerente de inovação.

Curiosidade insaciável

O combustível necessário para o motor de inovação funcionar são as ideias. Sem ideias, nenhuma inovação acontecerá. Embora as atividades de geração de ideias lidem muito bem com esse problema, o gerente de inovação deve ter uma curiosidade insaciável para mergulhar mais fundo nas ideias certas.

Além disso, a curiosidade também levará o gerente de inovação a continuar experimentando. Quando se trata de inovação, experimentar significa experimentando novas ideias. Isso é feito através do lançamento de novos programas e protótipos.

Estrategicamente inclinado

Muitas das ideias que se tornarão projetos parecem radicais. Alguns deles podem estar longe da zona de conforto da organização. É por isso que o gerente de inovação deve ser capaz de gerenciar estrategicamente todo o processo de inovação.

O que faz um bom gerente de inovação?<span class="wtr-time-wrap after-title"><span class="wtr-time-number">11</span> min de leitura</span>

Como o gerente de inovação também deve gerenciar o processo decisório ao selecionar quais ideias executar, é importante que a pessoa por trás dessa função seja capaz de pensar estrategicamente para ver quais ideias estão alinhadas com os objetivos de negócios da empresa.

Por outro lado, o gestor de inovação também deve ser capaz de gerenciar as falhas de projetos de inovação. Algumas dessas ideias são radicais e disruptivas, com grandes chances de fracasso.

Nesse cenário, o gerente de inovação deve ser capaz de decidir se continua ou não com o projeto.

Pensador rápido

Não basta ser curioso e estrategicamente inclinado. O gerente de inovação também deve pensar e decidir rápido. Não importa o quão disruptivo um projeto possa ser, se demorar muito, alguém em algum lugar irá fazê-lo mais rápido.

É por isso que esse papel precisa de raciocínio rápido. O homem ao volante deve ser capaz de procurar atalhos, quando possível. Quando o empurrão chega, o gerente de inovação deve saber que lançar o protótipo é mais importante do que deixá-lo perfeito imediatamente.

Naturalmente, essas três características não são as únicas que definem um bom gerente de inovação. Esses critérios também são importantes:

  • Focado em resultados
  • Engenhoso
  • Solucionadores de problemas
  • Adaptável
  • Excelentes habilidades de comunicação
  • Tem espírito empreendedor

No final das contas, você conhecerá um bom gerente de inovação ao retornar ao seu papel principal – ele deve efetivamente criar valor de negócios contínuo para a empresa, entregando projetos de inovação bem-sucedidos.

O que um gerente de inovação não é

Um interessante estudo publicado em Harvard Business Review revelou que, na maioria das empresas inovadoras, os executivos seniores não delegam o trabalho criativo. Em vez disso, eles mesmos fazem isso. Em contraste, os altos executivos da maioria das empresas não se sentem responsáveis pelo trabalho criativo.

Observe-se, no entanto, que o o gerente de inovação não precisa fazer a inovação em si. Uma das coisas a evitar na gestão de inovações é quando o próprio gestor é quem faz os próprios projetos de inovação.

Isso resultaria em interrupções no mecanismo de inovação, o que levaria à desaceleração ou mesmo ao fracasso de outros projetos de inovação. Os processos de geração e seleção de ideias também serão interrompidos.

Além disso, lembre-se que o gerente de inovação não precisa ser criativo. Na verdade, colocar uma pessoa criativa nessa função pode causar problemas para sua organização mais tarde. A maioria das pessoas criativas tem problemas para gerenciar projetos diferentes.

Por outro lado, ter as pessoas mais criativas na equipe de inovação é uma das melhores ações que o gerente de inovação pode tomar. Esses assistentes criativos serão capazes de lançar muitas novas ideias legais que podem levar sua organização a novos patamares, gerenciadas com perfeição pelo gerente de inovação.

Além de oferecer ferramentas úteis de inovação por meio de nossa plataforma, a Accept Mission também fornece serviços de consultoria em inovação, incluindo desenvolvimento de estratégias de inovação, desenvolvimento de programas e treinamento em inovação.

Se você quiser saber mais sobre gestão da inovação, junte-se a nós em um de nossos sessões regulares de webinars. Juntos, vamos discutir inovação e gerenciamento de ideias e como sua liderança pode tornar os dois processos mais eficientes.