Blue Sky Thinking: Como impulsionar o sucesso da sua inovação6 min de leitura

pensamento de céu azul inovação

Já alguma vez pensou como seria não ter limites à sua criatividade? Imaginar as soluções mais espantosas e inovadoras para qualquer problema? Sonhar em grande e com ousadia sem se preocupar com a viabilidade, o orçamento ou os recursos?

É disso que se trata o pensamento do céu azul. É uma técnica de brainstorming que o incentiva a explorar as ideias mais radicais, não convencionais e visionárias possíveis. É uma forma de dar largas à sua imaginação e de explorar o seu génio interior.

Mas porque é que o pensamento azul é importante para a inovação? E como pode utilizá-lo para atingir os seus objectivos de inovação?

Os benefícios do Blue Sky Thinking para a inovação

O pensamento de céu azul pode ajudá-lo a aumentar o sucesso da sua inovação de várias formas. Eis algumas das vantagens desta técnica:

  • Expande a sua perspetiva. O pensamento de céu azul ajuda-o a libertar-se das restrições da realidade e a ver as coisas de ângulos diferentes. Pode desafiar os seus pressupostos, questionar o status quo e descobrir novas possibilidades.
  • Desperta a sua inspiração. O pensamento de céu azul estimula a curiosidade e o entusiasmo. Pode gerar mais ideias, ideias mais diversificadas e ideias mais originais. Pode também encontrar ligações entre conceitos aparentemente não relacionados e criar novas combinações.
  • Promove a sua experimentação. O pensamento de céu azul incentiva-o a testar as suas ideias e a aprender com os seus fracassos. Pode fazer experiências com diferentes protótipos, cenários e feedback. Também pode repetir as suas ideias e aperfeiçoá-las até se tornarem viáveis.
  • Melhora a sua colaboração. O pensamento de céu azul promove uma cultura de abertura, confiança e diversidade. Pode envolver diferentes partes interessadas, peritos e utilizadores no seu processo de inovação. Pode também aproveitar os seus conhecimentos, opiniões e experiências para enriquecer as suas ideias.

Exemplos de pensamento de céu azul

Alguns exemplos de pensamento inovador são:

  • A invenção do avião pelos irmãos Wright, que ousaram sonhar em voar apesar do ceticismo e das críticas dos outros
  • O desenvolvimento da Internet por Tim Berners-Lee, que idealizou uma rede global de partilha de informação e comunicação
  • A criação do iPhone pela Apple, que revolucionou a indústria dos smartphones ao combinar várias funções e características num único dispositivo
  • O lançamento da SpaceX por Elon Musk, que tem como objetivo tornar as viagens espaciais acessíveis e económicas para todos
  • O projeto do Hyperloop da Virgin Hyperloop, que se propõe transportar passageiros e carga a alta velocidade utilizando levitação magnética e tubos de vácuo

O pensamento de céu azul não se destina apenas a inventores e empresários, mas a qualquer pessoa que queira inovar e fazer uma diferença positiva no mundo. Ao adotar uma mentalidade de céu azul, podemos libertar a nossa criatividade e potencial e descobrir novas oportunidades e soluções para os nossos desafios.

Como utilizar o Blue Sky Thinking para inovar

Pensar no céu azul não é apenas um exercício aleatório de fantasia. É um processo estruturado que requer preparação, facilitação e acompanhamento. Seguem-se alguns passos que pode seguir para utilizar o pensamento azul para a inovação:

  • Defina o seu desafio. Antes de começar o brainstorming, precisa de uma declaração de problema clara e específica que defina o que quer alcançar, quem quer servir e porque quer inovar.
  • Estabelecer as regras. Para criar um ambiente seguro e produtivo para o pensamento visionário, é necessário estabelecer algumas regras básicas para a sessão. Por exemplo, pode pedir aos participantes que suspendam os seus juízos de valor, evitem críticas, aproveitem as ideias uns dos outros e tenham como objetivo a quantidade e a qualidade.
  • Utilizar sugestões. Pode utilizar diferentes sugestões ou técnicas durante a sessão para estimular a sua criatividade e gerar ideias mais diversificadas. Por exemplo, pode utilizar perguntas, analogias, metáforas, imagens ou cenários para desencadear novas associações e perspectivas.
  • Capturar as ideias. Durante o brainstorming, deve registar todas as ideias da sessão. Pode registá-las utilizando diferentes ferramentas ou métodos, como notas adesivas, quadros brancos, flip charts ou plataformas digitais.
  • Avaliar as ideias. Após a sessão, é necessário avaliar as ideias e selecionar as mais promissoras para posterior desenvolvimento. Pode utilizar diferentes critérios ou métodos para as avaliar, como a exequibilidade, a conveniência, a viabilidade ou o impacto.
  • Desenvolver as ideias. Depois de ter escolhido as melhores ideias, deve desenvolvê-las em soluções mais concretas. Pode utilizar diferentes ferramentas ou técnicas para as prototipar, como esboços, modelos, maquetas ou simulações.
  • Testar as ideias. Finalmente, deve testar as suas soluções com utilizadores reais e recolher feedback. Pode validá-las utilizando diferentes métodos ou canais, como entrevistas, inquéritos, experiências ou projectos-piloto.

Riscos de um pensamento de céu azul

Alguns dos riscos são:

  • Expectativas irrealistas: O Blue Sky Thinking pode criar um fosso entre o ideal e o real, levando ao desapontamento e à frustração quando as ideias não são viáveis ou eficazes na realidade.
  • Falta de concentração: O Blue Sky Thinking pode distrair as pessoas dos principais problemas e objectivos que precisam de ser resolvidos, resultando em desperdício de tempo e recursos em questões irrelevantes ou de baixa prioridade.
  • Resistência à mudança: O Blue Sky Thinking pode desafiar as normas e os pressupostos existentes, causando resistência e conflito entre as partes interessadas que se sentem confortáveis com o status quo ou que têm interesses em mantê-lo.
  • Dilemas éticos: O Blue Sky Thinking pode levantar questões e preocupações éticas, como o impacto das ideias no ambiente, na sociedade, nos direitos humanos, etc.

É importante equilibrar o Blue Sky Thinking com o pensamento crítico e prático para evitar estes riscos. O pensamento crítico envolve a avaliação da validade, relevância e implicações das ideias. O pensamento prático envolve testar a viabilidade, a eficácia e a sustentabilidade das ideias. Combinando estes três tipos de pensamento, é possível gerar ideias criativas e visionárias que sejam realistas, direccionadas e éticas.

Pensamento Blue Sky com a missão Accept

Se pretende aplicar o pensamento azul aos seus projectos de inovação, Accept Mission pode ajudá-lo. Accept Mission é um software de gestão de ideias e inovação que o ajuda a gerar mais e melhores ideias em menos tempo e ajuda-o a identificar as melhores ideias a executar para a sua organização.

Com Accept Mission, pode:

  • Crie sessões de ideação/brainstorming em linha interessantes com elementos de gamificação.
  • Convide um número ilimitado de participantes de qualquer parte do mundo.
  • Utilizar várias técnicas e modelos de ideação.
  • Capturar e organizar todas as ideias num único local (gestão do funil)
  • Avaliar e classificar as ideias com algoritmos inteligentes (Pontuação e seleção)
  • Desenvolver e testar as ideias com ferramentas ágeis.
  • Gerir o seu portefólio de inovação com painéis de controlo e relatórios.

Pronto para levar a sua inovação para o nível seguinte? Experimente Accept Mission gratuitamente hoje mesmo!

Publicado em: Agosto 27th, 2023Categorias: Idea generation, Innovation management, Innovation strategy, MIndset

Publicações relacionadas